quarta-feira, junho 24, 2009

Fui uma...

Parva, continuo uma parva e irei continuar parva! Porque tenho de ser assim? Uma pessoa confia nas pessoas que gosta e elas falham, nova oportunidade, falhanço total a seguir, de novo outra oportunidade... e continua assim o circulo vicioso! Gosto de dar o beneficio da dúvida e dar a oportunidade de se redimirem... Parece que só vêem ter comigo quando lhe apetecem e depois dão-lhe a "panca" e passam dias com o desprezo total. Coisas importantes, que deviam falar comigo directamente, acabo por saber por outras pessoas... E depois a lata de pau de perguntarem: "Estás mal porque? Não gosto de te ver assim!".
Que tal abrires os olhos? Que tal acabares com as mentiras?
**Odalisca**

14 comentários:

Jedi Master Atomic disse...

Que tal dizeres-lhe isso?

Odalisca disse...

Anos que lhe digo isso :P

S* disse...

E que tal ignorares a pessoa?

Dexter disse...

Então e se lhe pregares um grande susto?

Odalisca disse...

S*: Pois é o que tenho feito...

Dexter: lol que tipo de susto propões? hum?

Daisy Maria disse...

chega uma altura que ficamos esgotadas, e acabamos por achar que já não conseguimos dar mais de nós. mas conseguimos, conseguimos sempre! e desiudimo-nos, mais uma vez. e o ciclo vicioso repete-se :$ também gostei imenso do teu blog :) beijinho *

Olhos Dourados disse...

As pessoas às vezes não dão conta...

Daniel Conde disse...

Há gente assim, aos pontapés pela vida a fora. Mau mesmo é quando são as mais insuspeitas. Mas há uma fórmula secreta que funciona bem nestas coisas...

É um misto de "meia bola e força", com um "siga a rusga" e uma brutal dose de "caRga nisso".

Verdinha disse...

e o pior é que apesar de tudo é dificil virar lhes as costas.. ai como te percebo.

Odalisca disse...

Daisy Maria: Sim, ao final de um tempo conseguimos juntar forças de novo e volta-se a tentar e até funciona durante um tempo... Mas continua a ser um ciclo vicioso!

Olhos Dourados: Há pessoas mesmo "tapadinhas"

Daniel: Da fórmula não percebi a parte do "meia bola e força"...

Verdinha: Ai como tu me entendes... Devias ir ao jantar dos bloggers :) Va lá!

* Лαяiα disse...

Sou como tu, confio nas pessoas mas elas passado um tempo voltam a desiludir-me :S

***

José Piçarra disse...

Há certas coisas que não vamos nunca perceber em nós mesmos, mas às vezes podes contrariar-te um bocadinho e não ceder. E assim todas as vezes que sofreste foram aprendizagem, e terão tido o seu sentido.

A continuar assim, e se o significant other não quiser ou não perceber que tem que mudar, estás a desvalorizar-te e a tudo o que sentes.

Mas quem sou eu para tentar compreender as mulheres?!

Odalisca disse...

Maria: Pois acaba sempre por existir alguém que nos faz isso :(

ZIca: lol o que tem a ver o teu ultimo comentário? Olha que também é dificil compreender os homens! :P
Mas é um bom conselho!

CG disse...

Eu também sou assim, até decidir cortar relações de vez com a(s) pessoa(s) em questão. E quando o faço, não há mesmo volta a dar.
Big Kisses