sexta-feira, janeiro 06, 2012

:(

É recente, demasiado recente...
Totalmente inesperado...
Acertou-me em cheio...
Doeu tanto tanto tanto... continua a doer... Como nunca me tinha doído...
Estou de rastos e está a ser dificil suportar... está a ser dificil falar ou partilhar...
Prefiro não pensar, mas quando dou por isso o aperto lá continua e insiste... insiste...
O que mais custa nisto tudo? O remorso.... O remorso de não ter tentado mais vezes, de não ter insistido, de ter ficado à espera de algo... De saber que agora não há mais nada a fazer, de não me ter despedido... De pegar no Telemóvel, Internet, Carro e saber que não vais atender, que não me vais responder, que não estás no outro lado... De pensar como poderia ter sido... De pensar que estiveste sozinho por tanto tempo e naquele preciso momento... Com alguma raiva de quem me avisou tarde demais, que poderia ter estado lá embora não tivesses consciência disso...
..............................................................

3 comentários:

Lady Me disse...

Oh querida... Espero que encontres toda a força do mundo para ultrapassares o que se está a passar. Um dia tudo vai ser apenas saudade, da boa. Um beijinho e um abraço muito apertado. Força!

CG disse...

Lamento imenso o que aconteceu.
Se pudesse, dava-te um abraço com toda a força do mundo para te ajudar a sentir melhor*

(Ao ler o teu post, imaginei-me daqui a uns anos (ou meses, quem sabe) na mesma situação. Sei que, provavelmente, um dia mais tarde me irei arrepender. Gostava de conseguir mudar o rumo que isto está a seguir, mas é tão difícil, criaram-se demasiadas barreiras. Enfim, desculpa o desabafo.)

Odalisca disse...

CG: Estás à vontade para desabafar... conselho que te dou, se não há tentativas do outro lado, não deixes tu de tentar, porque pode parecer que não ele gosta de ti, à maneira dele e quando é tarde demais passas o resto da vida a remoer o passado e com remorsos por não teres feito mais... Antes tinha essa visão também e só quando atendi o telefone é que me caiu tudo, é dos piores sentimentos que se pode ter. Arrependo-me de pelo menos não ter telefonado mais frequentemente. Não deixes mesmo o que podes fazer agora para depois...